A política de Repressão ao Graffiti nos EUA

 

O último exemplo da restrição de liberdade dos Estados Unidos foi com o ator Jim Carrey, 49, que foi flagrado grafitando o portão de sua própria casa em Nova York nesta semana, explicou a razão de seu ato, que foi de pura rebeldia. Carrey contou ao site TMZ que oficiais da cidade de Nova York disseram que ele não poderia ter “arte urbana” em seus muros.

 

O drama começou quando os tais oficiais pintaram por cima de alguns grafites que ele havia feito no muro de sua casa, no West Village. Segundo o ator, ele não é contra o trabalho da prefeitura, mas achou injusto com o grafiteiro que a arte dele tenha sido apagada e, por isso, a recolocou nos seu muro. Ele disse ainda que não vai levar a “revanche” a sério: “Eles podem apagar de novo se quiserem, por mim tudo bem, eu mesmo um dia vou pagar por esse serviço”.

Durante a última década o Sistema Municipal de Transportes Públicos São Francisco nos Estados Unidos tem tentado mais do que nunca para parar o grafite em seus ônibus. Estes ônibus têm sido pichados e grafitados durante 30 anos, e é considerado parte da cultura urbana da cidade, principalmente entre os adolescentes.

 

No início o procedimento dos motoristas era enviar uma mensagem de texto para a polícia, avisando que estavam sendo pichados, porém foi descoberto mais tarde que as mensagens estavam sendo enviadas para um número que nem sequer existe. Agora a Muni diz que irá instalar câmeras em tempo real em seus ônibus, um projeto que custa cerca de 6 milhões de dólares.

 

 

Na cidade de Portland, novas leis prevém uma multa de até 250 dólares para pessoas que estiverem portando canetões ou latas de spray. A nova lei já resultou com a detenção de um casal.O jornal Portland Press Herald escreveu e artigo defendendo esta lei e contou com uma citação dizendo que sem ela a cidade acabaria por ver como Nova York.

O governo cada vez mais tem usado novas tecnologias como armas anti-graffiti. Confira no vÍdeo acima um robô com sensor de movimentos e outras tecnologias de ultima geração que estão nas ruas do Estados Unidos.

INTERCEPTION 3 Vandalism against surveillance from Roch Forowicz on Vimeo.

 

Via: www.subsoloart.com

Anúncios

Sobre Gustavo Brossi

Fundador do projeto Save The Animals Include You, skatista, videomaker, autoditada e acredita na humanidade.

Publicado em 22/09/2011, em Arts, Cinema, Uncategorized e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: