Rio despoluído vira opção de abastecimento na região de Jundiaí

imagem Um plano de captação e tratamento de esgoto conseguiu recuperar água do rio Jundiaí, no perímetro de Várzea Paulista (SP). O diretor presidente da Agência de Bacias Hidrográficas, Sérgio Razera, conta que foram necessárias apenas obras básicas, como a construção de rede de esgoto e duas estações de tratamento. O próximo passo será a captação de água para abastecimento dos moradores.

O trabalho de recuperação do rio Jundiaí, que desagua no Tiête e chega à região metropolitana de São Paulo, tirou 260 toneladas de esgoto do sistema em agosto deste ano. “O rio Jundiaí chegando com menos carga, menos poluído portanto, ajuda na qualidade do rio Tietê, que chega da região metropolitana de São Paulo com muita poluição, com muita carga”, diz Razera.

O projeto vem no momento em que o Estado de São Paulo enfrenta a pior seca dos últimos 80 anos. Quando estiver pronto, o rio deve abastecer quase 300 mil pessoas em Várzea Paulista e Indaiatuba (SP). Em Várzea Paulista, a água do rio Jundiaí chegue às torneiras até o fim do ano. “Se o município levar a sério o tratamento de esgoto, até mesmo os municípios que não tem manancial, como é o nosso caso, com o rio limpo a gente pode reaproveitar a água”, explica o secretário de Infraestrutura de Várzea Paulista, Renato Germano.

Antes, o rio Jundiaí era considerado um rio morto. Agora, a mudança é visível, segundo o gerente regional da Sabesp, André Sotero. “A gente consegue ter vida aquática, ou seja, todas as espécies de peixes nativos aqui do rio tem condições plenas de sobrevivência aqui nas águas do rio jundiaí”, ressalta Sotero.

Quem mora na cidade já sente a diferença pelo odor do rio. “Faz muita diferença. Porque antes eles vinham e tampavam o nariz porque era podre. Então, as pessoas não vinham”, conta a comerciante Edemilde Messias. “Tem que cuidar de tudo que puder, procurar não deixar lixo, cuidar do rio, porque a gente não sabe. Se faltar, vai ter que usar essa água”, finaliza a aposentada Olívia de Oliveira.

Confira a matéria da reportagem na integra:

Anúncios

Sobre Vitor Souza

tem 25 anos é formado em Engenharia Ambiental e Sanitária. @vitorhc_ E-mail Site Save no Facebook

Publicado em 30/09/2014, em Meio Ambiente e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: