Proibidas de andar de bicicleta, meninas afegãs encontram liberdade no skate

skate3

Em muitas comunidades afegãs, é um costume proibir as mulheres de andar de bicicleta. Mas, muitas vezes, o que elas perdem nesse caso é um meio de transporte. A ONG Skateistan, localizada em Cabul, Afeganistão, está encontrando uma outra maneira de dar mais liberdade às meninas do país: ensiná-las a andar de skate.

Leia o resto deste post

Bahia ganha maior usina de energia solar da América Latina

5246add8f97640a0de30928250017cb0_XL
A Enerray do Brasil, empresa que pertence à Seci Energia do Grupo Industrial Maccaferri, através da Enerray Usinas Fotovoltaicas, foi a escolhida pela Enel Green Power para a construção da maior usina solar da América Latina, na cidade de Tabocas do Brejo Velho – BA. Leia o resto deste post

Árvores nas ruas aumentam sensação de bem estar e de riqueza às pessoas

00058

Um novo estudo publicado na revista Nature mostra uma forte correlação entre a abundância de árvores nas ruas e uma melhor sensação de bem-estar dos residentes locais. Na verdade, os autores descobriram que plantar, em média, mais 10 árvores em um quarteirão da cidade melhora a percepção da saúde de forma comparável a um aumento na renda pessoal anual de US$ 10.000 (aproximadamente R$ 35 mil). Leia o resto deste post

Tribo amazônica cria enciclopédia de medicina tradicional com 500 páginas

Em uma das grandes tragédias da nossa era, tradições, histórias, culturas e conhecimentos indígenas estão desfalecendo em todo o mundo.  Línguas inteiras e mitologias estão desaparecendo e, em alguns casos, até mesmo grupos indígenas inteiros estão em processo de extinção.  Isto é o que chama a atenção para uma tribo na Amazônia – o povo Matsés do Brasil e do Peru –, que criou uma enciclopédia de 500 páginas para que sua medicina tradicional seja ainda mais notável.  A enciclopédia, compilada por cinco xamãs com a ajuda do grupo de conservação Acaté, detalha cada planta utilizada pelos Matsés como remédio para curar uma enorme variedade de doenças.

Leia o resto deste post

Cientistas descobrem outro oceano debaixo da terra

oceano-debajo-de-la-tierra_largeFoi na cidade de Juína, no Mato Grosso, que os pesquisadores fizeram uma das mais extraordinárias descobertas geológicas realizada até hoje, três vezes maior do que os oceanos que conhecemos.  Leia o resto deste post

Pela primeira vez, cientistas conseguem registrar em vídeo a rara Baleia de Omura

040
Desconhecida durante anos, a baleia de Omura até hoje surpreende os cientistas e pesquisadores por conta de sua semelhança com as baleias-de-Bryde.

Com o nome científico de Balaenoptera omurai, ela é um mamífero cetáceo da família dos balenopterídeos, descoberta em novembro de 2003 por três cientistas japoneses Shiro Wada, Masayuki Oishi e Tadasu K. Yamada. Porém, a espécie nunca havia sido observada diretamente. Leia o resto deste post

Preservação ambiental pode gerar abatimento de impostos

Em meio a tantos aumentos de impostos e taxas, eis que surge uma esperança. Vamos entender um pouco mais sobre isso.

Municípios ou cidadãos que adotam algum tipo de ação sustentável podem ganhar descontos em impostos. Para os municípios, o ICMS Verde. Para os cidadãos, o IPTU Verde. Leia o resto deste post

Aluna cria produto biodegradável para substituir embalagens de isopor

BandejaBiodegradavel7AnAos 17 anos, Sayuri Magnabosco coleciona medalhas por suas bandejas de isopor biodegradável.

Já pensou na quantidade de isopor utilizado nas embalagens de carne, fruta, verdura e tudo mais que é vendido no supermercado? A aluna Sayuri Miyamoto Magnabosco, 17 anos, pensou. E não ficou nada feliz quando descobriu, na escola, que o material leva de 100 a 300 anos para se decompor na natureza. Foi aí que ela pensou numa solução: por que não produzir bandejas a partir do bagaço da cana-de-açúcar? Leia o resto deste post

Japoneses criam proteína que faz árvores brilharem e podem substituir postes

arvore-brilho-700x357-1Uma equipe de pesquisadores do Japão desenvolveu proteínas que produzem luz visível a olho nu

Uma equipe de pesquisadores do Japão desenvolveu proteínas que produzem luz visível a olho nu. O estudo foi publicado nesta terça-feira (24) na revista americana “Proceedings of the National Academy of Sciences”.

As proteínas, chamadas de “nano lanternas”, podem ser usadas em pesquisas médicas e como uma alternativa à luz elétrica, disse a equipe de pesquisadores da Universidade de Osaka e do Instituto Rinken, que é ligado ao governo. Leia o resto deste post

Nova invasão de madeireiros em Terra Indígena gera vítima no MA

Um conflito entre os índios Ka’apor e madeireiros gerou uma vítima fatal nessa última quinta-feira, dia 15 de outubro, segundo relatos vindos da região.

Leia o resto deste post

%d blogueiros gostam disto: