Arquivos do Blog

Polícia mata cachorro de homem que filmou ação policial

POLICE / MAX / DOG

policial atirando no cachorro Max – reprodução

Circula na internet um vídeo que mostra policiais da cidade de Hawthorne, no Estado americano da Califórnia, matando a tiros um cachorro logo após algemar e prender o seu dono. As imagens mostram que Leon Rosby filmava uma ação policial em seu bairro quando os agentes se aproximaram e o prenderam por “obstruir uma investigação”, segundo o seu advogado Michael Gulden, que ainda considerou a alegação ridícula. As informações são do site Gawker.

Leia o resto deste post

Agenda Trade Show

» Como foi a feira de boardsports na California

A Agenda Trade Show esse ano estava mais consistente que a do ano passado e tornou-se, há algum tempo, uma das feiras mais importantes do segmento realizada nos Estados Unidos. Aproximadamente 450 marcas que se instalaram no Long Beach Convention Center, na cidade de Long Beach, mostraram as novidades de seus produtos no skateboard, surf, snowboard, arte, música e lifestyle.

Mais de 10.000 pessoas circularam nesses dois dias, de acordo com o fundador Aaron Levant, que lançou a feira de uma forma alternativa e despretensiosa em 2005. Com o encerramento das atividades da ASR Trade Show, que tinha uma tradicional e importante influência nos lançamentos das novidades, a Agenda ficou em uma posição de destaque no mercado de boardsports. Com isso, trouxe mais de 100 expositores com as novas tendências.

Num espaço dentro da feira, chamado The Berrics, estavam as marcas jamais vistas no mercado, assim com as outras mais famosas e importantes do skate mundial. Com apelo forte para as artes, essas marcas exibiam produtos com muito colorido e traços sinuosos. Curiosidade também foi ver muitas marcas novas de longboard que cresceram aqui monstruosamente. Parecia que tinha mais marcas de longboard do que de skate convencional nessa feira (calma… não exagera!). Esses expositores não faziam jogo duro e abriam-se, contando como é feito cada material de sua marca. Alguns ofereciam serviços de manufatura de shape, rodas e todos os acessórios a quem quisesse estampar sua marca nesses produtos. Muita customização foi explorada nos dois dias.

No segmento de calçados, os tênis de couro estão (CORTA) apostando e voltados para estilo mais social, havendo um corredor bem disputado pelos lojistas e distribuidores curiosos, que fechavam negócios. Os chicanos vieram forte com suas marcas de roupas no melhor estilo com desenhos e gráficos. Curiosamente, o editor Reggie, da revista Poweredge, estava na feira com um exemplar de lançamento, com a bandeira do Brasil estampada na capa e com editorial e fotos de produtos vinculados aos skatistas brasileiros que fazem trabalho e com model na América. Entre esses produtos, o shape da Thronn Sk8brds Inc., fazendo presença e divulgação nos States.

Outra curiosidade foram os skates cruiser, que dominavam vários stands e, sendo uns dos mais vendidos, juntamente com longboards, foram as vedetes dessa feira. Esse conceito (CORTA) de cruiser e de skate pra se locomover de uma maneira mais divertida e descontraída, estava por exemplo, no lançamento da marca de Lance Mountain, chamada Banana Board, com shapes feitos de plástico injetado. Diversas marcas de skate tradicional estavam apresentando suas versões de skate de plástico, como a Penny Skates, marca australiana bem ao estilo anos 70…

Como não poderia deixar de acontecer, a noite teve uma extensão para uma festa/show, com o rapper DMX. Antes, teve a apresentação do também rapper MGK que quase roubou a cena… Party times!

Além de acontecer em Long Beach, a Agenda Show acontece na semana seguinte no Japão e em Nova York, quase que simultaneamente.

Pra quem estava habituado à ASR Trade Show, esqueça! A Agenda com sua proposta de padronização dos stands, tanto na dimensão de cada um, como no acabamento, não deixando descambar pra enormes estruturas, fez com que o foco sejam os produtos e sua comercialização. Conseguiram, com isso, implantar uma nova ordem mundial: simplicidade, eficiência e resultado. Simples assim!

Visite: http://www.agendashow.com

Fotos: Fabio Bolota e Antonio Passon “Thronn”

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

TRIBO SKATE

via

Noël ILL

Noël cresceu em Highland, Califórnia, onde sempre esteve próxima aos mais diferentes cenários, da praia ao deserto, passando por montanhas e vales. Desde que desenhou, no jardim da infância, uma mãe ratinha com seus filhotes, essa ilustradora não parou mais.

Fantoches, gnomos e fadas fazem parte do mundo imaginário mostrado nas pinturas da artista, que se interessa por ufologia e é amante de animais, especialmente de gatos.
image

image

image

image

image

image

image

image
Noël ILL

via

 

 

Lâmpada está acesa há 110 anos nos EUA

Cientistas já foram ver lâmpada acesa desde 1901 mas não conseguiram descobrir razão de longevidade.

Uma lâmpada em uma central de bombeiros na Califórnia está acesa há 110 anos e ninguém sabe como ou por que ela ainda não parou de funcionar.

A lâmpada foi acesa em 1901 na cidade de Livermore, norte da Califórnia e foi apagada apenas por alguns cortes de energia e a mudança de prédio dos bombeiros em 1976.

A lâmpada famosa e misteriosa tem até um comitê formado em seu centenário. O presidente é o chefe de divisão dos bombeiros aposentado, Lynn Owens. ‘Ninguém sabe como é possível uma lâmpada funcionar por tanto tempo’, disse Owens.

Ele acrescenta que a corrente baixa que alimenta a lâmpada de 60 watts pode ter prolongado sua vida, mas ninguém descobriu porque ela continua brilhando. E Owens afirma que cientistas de todos os Estados Unidos já foram ver a lâmpada. A lâmpada entrou para o livro Guinness World Record e já virou atração turística de Livermore.

“A lâmpada foi criada por um inventor chamado Adolphe Chaillet, que foi convidado pelo governo do Estado de Ohio para fundar uma fábrica de lâmpadas no século dezenove. Ele aceitou o convite e criou uma lâmpada especial”, um presente para os bombeiros, afirmou Steve Bunn, que faz parte do comitê do centenário.

Bunn disse que, no começo pensou que a lâmpada centenária era um objeto comum, mas depois descobriu que ela custou muito mais do que as outras e sua fabricação, à mão, deu muito mais trabalho.

E a lâmpada famosa já demonstra isto na aparência de seus filamentos. “A primeira coisa que fiz quando olhei para cima foi notar que o filamento escrevia a palavra ‘no’ (não, em inglês). Mas, então, olhei de outro jeito e vi que de fato ela dizia ‘on’, (ligada em inglês)”, conta Steve Bunn. Os 110 anos da lâmpada dos bombeiros de Livermore são comemorados em junho.

Saiba mais:

Via Boas Notícias, G1.

Máquina de Sementes

Você provavelmente já viu uma máquina como essa aí de cima, em que você coloca uma moeda, gira a alavanca e sua compra é liberada. Provavelmente ela não era dessa cor, e com certeza não vendia o que esta máquina vende.

Ao invés de doces ou brinquedos, algo muito especial: “bombas de semente”!

A criação é do americano Daniel Phillips que herdou algumas máquinas de doce mas preferiu fazer os ajustes necessários para transformá-la na vendedora automática de SeedBombs – pequenas cápsulas de sementes.

Através de sua empresa Commonstudio, sediada em Culver City, Phillips vem instalando máquinas pelo estado da Califórnia, nos EUA.

Por 50 cents você leva algumas sementes pronta para plantar.

Antigos executivos do McDonald’s investem em comida vegetariana

A marca denominada como ‘Lyfe‘ (Love Your Food Everyday) terá sua primeira loja aberta na Califórnia em meados de Junho e os donos pretendem torná-la mais de 250, espalhadas pelos Estados Unidos.

O restaurante continua a ser de fast food, porém, saudável. No cardápio, receitas veganas e vegetarianas, nada de frituras e pratos abaixo de 600 calorias. Como caráter experimental, o plano inicial é que o menu do estabelecimento seja vendido em lojas conveniadas.

Idéia aprovada e extremamente válida, entretanto, quais serão os preços desses pratos? E, com os pés um pouco mais no chão, fica difícil crer no sucesso de uma iniciativa dessas no país com maior índice de obesos no mundo…

De qualquer forma, worth the shot!

%d blogueiros gostam disto: