Arquivos do Blog

Designers criam móveis com peças de skate

Os designers da Skate Study House tiveram uma ideia muito original e usaram as peças usadas e sobras de madeira da produção de boards, para construir mesas de centro, poltronas, relógios e até mesmo portas. Claro, todas elas ficaram com um design diferenciado. Para quem anda ou apenas curte a prática de andar de skate essa é uma ideia muito legal, não?

stax

Leia o resto deste post

Edgeland Residence: combinação de design e preocupação com o meio ambiente

Visual e funcionalmente dividida em dois espaços separados, a Edgeland Residence, desenvolvida pelo estúdio Bercy Chen e localizada às margens do Rio Colorado, nos EUA, é surpreendente, para dizer o mínimo. Os recursos sustentáveis do projeto estão dispostos a recuperar a paisagem natural, além de criar um balanço entre a zona industrial que a cerca e  o rio do outro lado do local.

Um dos espaços acomoda as áreas de dormir, enquanto a outra abriga as áreas sociais. As janelas vão do chão ao teto e captam uma alta quantidade de luz natural, criando uma boa relação com o lado de fora. As coberturas alongadas e recobertas com terra e grama mantêm a residência fria no verão, e aquecida no inverno. Além disso, o sistema de aquecimento e resfriamento é totalmente sustentável.

Um refúgio sustentável é sempre uma ótima ideia!

 

Edgeland-Residence-modern-architectureEdgeland-Residence-green-roofEdgeland-Residence-exteriorEdgeland-Residence-courtyardEdgeland-Residence-9  Edgeland-Residence-5

+ Informações sobre o Bercy Chen estúdio em bcarc.com

via

11/9: os atentados em forma de arte

Veja uma seleção de ilustrações que se destacaram internacionalmente

Os atentados de 11 de setembro de 2011, que mataram quase 3 mil pessoas, completam 11 anos hoje. No campo das artes, a tragédia foi uma delicada fonte de inspiração de artistas gráficos e designers, que tiveram de ilustrar capas de jornais e revistas nas semanas e meses seguintes.

Sinais, símbolos e ícones foram criados no calor dos eventos, a fim de expressar e interpretar as questões envolvidas em um trágico momento da história mundial.

Confira alguns trabalhos:

via

 

Skate & Art

Qual a relação do skate com a arte? Enquanto a pergunta fica no ar, conheça um pouco sobre Gregori Bastos, mais conhecido como Alecrim.

O brasileiro anda de skate há quase dezesseis anos e conta que a convivência com as ruas foi a responsável por desenvolver sua admiração pela arte urbana. “Acredito que o convívio direto com a rua tenha despertado o meu interesse por qualquer tipo de cultura nela produzida. Eu enxergo o skate como uma manifestação muito mais artística do que esportiva.”

Devido ao contato com a cultura pública, Alecrim produziu o documentário Skate&Art, que dialoga sobre a relação do skate com a arte, além de retratar a rua como um palco de apresentações.

image

image

Quatro skatista participam do documentário contando um pouco de suas experiências e deixando clara a interferência do skate em suas vidas e trabalhos. São eles: Eduardo “Stuart”, Rodrigo “Charlie Brown”, Alexandre “Chapolin” e Victor “Puro-Osso” .

Gregori produziu o vídeo com o mínimo de recursos em mãos. As filmagens foram feitas em cinco dias e a edição foi finalizada depois de um final de semana sem pausa para descando.

As cenas externas foram filmadas em Petrópolis, Rio de Janeiro, em lugares freqüentados pelos skatistas todos os dias. As cenas internas foram produzidas nas casas dos artistas.

image

image

Você ainda não sabe a resposta da relação do skate com a arte? Então assista ao vídeo e descubra. Ainda deixamos uma pequena palinha: “A visão que a sociedade tem do skate, pejorativa ou não, nunca mudará o sentimento que cada skatista tem quando está sobre o skate”.

via

Câmera fotográfica de bambu

Já mostramos por aqui tantas inovações com esse material, como por exemplo a bicicleta feita de bambu, que já até perdemos a conta. Agredindo menos o meio ambiente, o bambu parece que veio para ficar e em meio a tanta criatividade, a novidade é a câmera fotográfica revestida com bambu!

A empresa  Aki-Asahi Custom Camera Coverings personalizou e criou as “peles” feitas de bambu para a câmera do modelo Fujifilm Finepix x100. A câmera fotográfica digital traz um visual retrô com características modernas e agora pode ficar ainda mais sustentável por conta de seu mais novo design.

Existem muitos kits à venda com diferentes tipos de revestimentos e capas feitas de todo tipo de material, mas para a empresa, o que interessa mesmo é o bambu, principalmente porque a maioria das “peles”  oferecidas são feitas de couro de vaca, o que não é um material tão sustentável quanto o bambu.

via 

Cartazes pelo meio ambiente: Tudo oque você faz para o mundo faz para si mesmo.

 

No artigo Arte contra o aquecimento global os  leitores Fernando e Fabiane  perguntaram sobre cartazes e panfletos que poderiam utilizar em seu negócio para divulgar práticas sustentáveis, fizemos uma busca e encontramos muitas referências legais.

A Agência Ella Entro por Mi Ventana lançou um campanha entitulada “Whatever you do to the world you do to yourself” que em uma tradução livre quer dizer: “Tudo oque você faz para o mundo faz para a si mesmo”.

A campanha produzida para o Advertisers Without Borders tem cartazes muito bonitos que mostram nossas intervenções no mundo marinho, nas florestas, com o lixo e com químicos que impactam negativamente o meio ambiente como o aerosol com CFC.

Vamos entrar em contato coma agência para disponibilizar os panfletos em português, algum designer se habilita a traduzir os textos? No fim do artigo criamos o link para acessar os cartazes em alta resolução.

 

 

Clique para baixar em alta resolução:
Cartaz Baleia
Cartaz Lixo
Cartaz Floresta
Cartaz Aerosol

Via: I Believe in Advertisers Advertisers Without Borders

Transformando sacos plásticos em lindas botas de chuva

Louie Rigano é um designer que teve uma idéia muito criativa: criou botas de chuva que utilizam sacolas plásticas como matéria-prima e que são bem fáceis de produzir.

Além de resolver um grande problema ecológico já que uma sacola demora mais de 100 anos para decompor o seu design criou uma oportunidade de fonte de renda para os catadores de lixo argentinos conhecidos por Cartoneros.

Os sacos plástico que são descartados aos milhares se transformam em uma matéria-prima abundante e como o processo de fabricação é simples todas as estapas podem ser feitas pelos próprios catadores criando uma oportunidade muito bacana de geração de renda.

O processo consiste basicamente em prensar os sacos de plástico para criar folhas do material uma curiosidade é que entre as folhas são inseridas gases para possibilitar a costura da bota.

O coletivo Waste For Life ensina, divulga e presta asessoria para os processos, é uma maneira inteligente de manter e expandir o projeto.

É com exemplos como este que podemos dizer que o design salva vidas.

Veja mais fotos das botas:

Mais: Louie Rigano / Waste For Life
Via: Tree Huugger

Capa de cadernos produzidas com antigos discos de vinil

Que tal transformar antigos discos de vinil em estilosas capas de caderno? Foi o que fez a empresa Polonesa Drukarnia. O resultado é super legal, confira:

Via: Drukarniaa | Recyclart

Esculturas feitas com skates quebrados

O designer Harvest by Haroshi coletou diversos shapes de skates antigos e quebrados e os transformou em incríveis esculturas.

A exposição das peças foi feita em Tóquio no Japão e batizada de “Skate and Destroy”. Entre as peças exibidas há um simpático urso, um alce e a cabeça do lendário Mario Bros.

É ver para crer!

Se você gostou não deixe de conhecer a empresa que transforma shapes de skates em mesas objetos de decoração.

Mais: Harvest by Haroshi
Via: White Zine

Related Posts with Thumbnails

%d blogueiros gostam disto: